PECS- Comunicação usando trocas de fotos

A comunicação é uma das muitas áreas afetadas pelo autismo e o PECS é um processo auxiliar no desenvolvimento da linguagem e propõe-se a implementar um "caminho" de comunicação entre o autista e o meio que o cerca. Algumas crianças autistas desenvolvem a chamada linguagem tradicional, entretanto, outras talvez nunca falem, mas poderão utilizar um instrumento preciso para se relacionarem ("falar")
com o mundo e expressarem seus anseios e desejos.
O PECS é esse instrumento fundamental para assessorar e compreender a rotina do autista. Criado há mais de 12 anos pelo Delaware Autistic Program, esse método baseia-se no ABA (Applied Behavior Analysis) e ensina o autista a trocar uma foto por algo que deseja.

A vantagem do PECS é a sua simplicidade e racionalidade em proporcionar uma resposta primária por parte do autista, ou seja, ele escolhe a foto (visual) do PECS que demonstra o que quer estabelecendo a comunicação com os outros e, em muitos casos, promovendo o desenvolvimento da fala. Vale ressaltar que a primeira "língua" da maioria dos autistas é a visual.

Como Começar a usar o PECS


Passo 1
As instruções que me foram dadas pela professora com treinamento no "Teacch"
e pela fonoaudióloga da primeira escola que meu filho frequentou são as
seguintes: eu deveria começar utilizando a foto do PECS de um biscoito
- sempre atrativo. O PECS deve ser utilizado junto com a fala e a
linguagem dos sinais. [...]

Passo 2
Costurei em um cabide um pedaço de pano onde apliquei velcro, e coloquei no
quarto dele (sempre no mesmo lugar e bem visível). O processo para ensinar
o autista a usar o roteiro é o mesmo do biscoito. Comece pela manhã, ao
acordar. Leve o autista até o roteiro e tire a primeira foto que representará a
primeira atividade da manhã (como ir ao banheiro urinar ou trocar de roupa,
escovar os dentes, etc). [...]

Passo 3
Depois que começar a "Programação Diária", o calendário, introduza as fotos
das ações que serão praticadas na rua, como ir ao supermercado, voltar para
casa, ir ao shopping, andar de carro ou autocarro, ir à Igreja, à casa da vovó,
etc. [...]

Passo 4
Também use em casa um fichário. Na frente dele coloque duas linhas de velcro
e dentro, usando velcro e fotos plastificadas do PECS, tenha um conjunto de
atividades como pintar, desenhar, brincar lá fora, brincar com brinquedos,
merendar, tomar algum líquido. Deixe esta pasta sempre no mesmo lugar
(é melhor ter duas ou mais, uma em cada lugar da casa. Eu tinha duas, uma
no quarto dele e uma na sala. Isso vai depender também do tamanho da sua
casa) [...]

Passo 5
Esconda ou tire do alcance do autista todos os brinquedos. Tire uma foto de
cada brinquedo e faça com elas um fichário. Para obter o brinquedo o autista
terá que usar as fotos. No começo, para ensinar o método, vá ao fichário
com o autista e tire ou deixe-a escolher o brinquedo que deseja. Lembre-se
de dizer sempre, usando a foto, o nome do brinquedo [...]

Outras maneiras de iniciar

"Todos estes passos foram fundamentais para o desenvolvimento do Luke. Ele aprendeu a falar, reconhecer com as fotos o que deveria fazer e, com isso, passou a ganhar independência, fazer escolhas. Hoje ainda uso PECS, mas com menos dependência. Tenho o roteiro de atividades do dia na escola, desta maneira ele não fica tão agitado, e uso um calendário em casa com as atividades semanais. [...] "

[...] O PECS não tem limites para ser usado. Seja criativo e observe os detalhes do comportamento do autista para obter os melhores resultados deste excelente instrumento de ajuda.

Retirado do Blogue Autimismo
Créditos: http://autismo-actividadesesugestoes.blogspot.com.br/2010/03/pecs-picture-exchange-communication.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Plano do AEE